Opinião

www.publico.ptpublico@publico.pt - 29 nov. 16:00

Portugal-Uruguai: ganham os direitos humanos

Mario Ferri é o nome do adepto que invadiu o campo, que resolveu usar o grande palco que é um jogo do Mundial para divulgar amplamente três mensagens importantes. Não teve medo das consequências.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 29 nov. 10:50

A realidade da ilusão

A fantasia da modernização da sociedade e da economia em Portugal já teve muitos episódios ao longo da História, e perde-se mais tempo a procurar explicar as razões desses fracassos do que a estabelecer as condições efectivas da modernização.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 29 nov. 09:15

O tiro do Mundial pode sair pela culatra

Veremos o que se irá suceder até ao fim da prova. Mas cada vez parece mais seguro que o tiro que o governo do Catar se preparava para dar com uma operação de promoção do seu prestígio internacional lhe poderá sair pela culatra.

ionline.sapo.ptAfonso de Melo - 29 nov. 08:16

A Minha Estrela

Tenho falta do meu pai. Sinto tanta falta do meu pai que a minha estrutura estremece por inteiro.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 29 nov. 08:10

A escala temporal do Oceano Global

A atual tendência em promover uma moratória para a mineração marinha poderá dar o tempo suficiente à ciência para que essa atividade seja feita com base no conhecimento e na proteção ambiental, sob pena de entrarmos numa espiral destrutiva do suporte de vida do planeta.

ionline.sapo.ptLuís Menezes Leitão - 29 nov. 08:06

As redes de tráfico humano em Portugal

Portugal não pode ser notícia no estrangeiro pelas piores razões, tendo os direitos humanos dos migrantes que ser adequadamente defendidos por todas as nossas instituições.

ionline.sapo.ptAntónio Cluny - 29 nov. 07:46

Migrantes e direitos humanos

Os mecanismos de fiscalização e prevenção estatais (e da sociedade civil) pouco terão contribuído para evitar que tais situações de exploração, os seus patrocinadores e aproveitadores se instalassem e mantivessem – lucrando todos com elas - desde há tempos, no nosso país.

www.dinheirovivo.ptwww.dinheirovivo.pt - 29 nov. 07:06

Acabou a festa da ″big tech″

Há apenas um ano, o índice tecnológico Nasdaq atingia um nível histórico que parecia consagrar o reino da ″big tech″, com as grandes empresas a contratarem de forma desenfreada e os resultados trimestrais a satisfazerem os investidores.

ionline.sapo.ptJosé Cabrita Saraiva - 29 nov. 07:00

O meu regime é melhor do que o teu

O Campeonato do Mundo não é a competição entre quem tem o melhor regime, a cultura mais tolerante ou a democracia mais perfeita.

www.publico.ptpublico@publico.pt - 29 nov. 07:00

Os oito projetos de revisão constitucional

Todos os oito partidos com assento parlamentar apresentaram projeto de revisão constitucional. Muito brevemente, vou considerar os seus aspetos positivos e os negativos.

observador.ptObservador - 29 nov. 00:21

A política que danifica as políticas

As estratégias que condicionam as políticas à política têm sido mais prejudiciais do que benéficas, incluindo não apenas o Governo, mas também algumas empresas.

observador.ptObservador - 29 nov. 00:15

O dilema liberal do ovo e da galinha

Se, ao contrário do que muitos militantes da IL acreditam, já havia em Portugal liberais, a própria IL, em muitos aspetos, está longe de poder ser considerada um depositário fiel do que é ser liberal.

observador.ptObservador - 29 nov. 00:11

Jogadores e cidadania dentro e fora dos campos

Antes de ocuparem uma posição na equipa e serem figuras públicas, futebolistas são primeiro cidadãos e cidadãs e fazem muito bem em transmitir ao público o apoio a questões sociais.

jornaleconomico.ptAna Pina - 29 nov. 00:06

O MiCA e a revolução do marketing

Um alerta: ficar a dormir na forma significa permitir que haverá outros países a beneficiar da nossa economia devido ao passaporte associado aos serviços financeiros na União Europeia.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 28 nov. 23:00

“Pecunia non olet”

Além do ambiente, a APA consegue assim defender com zelo a propriedade privada, transformando os autóctones em perigosas ameaças a este equilíbrio, que faz do litoral alentejano, em especial da faixa entre Troia e Melides, um paraíso para meia dúzia de privilegiados.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 28 nov. 22:14

Il sorpasso

Salvo em situações excecionais, não temos conseguido que governantes e sociedade civil convirjam na sua real concretização de tal modo que falamos hoje das reformas de que falávamos há 20 anos.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 28 nov. 21:43

Where does our money go?

A solidariedade é um valor muito importante.

eco.sapo.ptRicardo Rocha - 28 nov. 17:33

O “achismo” no marketing acabou

Já não se fazem campanhas só porque “achamos” que vai ter impacto, ou porque são disruptivas ou muito criativas.

24.sapo.ptFrancisco Sena Santos - 28 nov. 16:41

China e a Covid-19. As consequências do contágio da revolta

O poder político chinês, encabeçado por Xi Jinping, está confrontado com um dilema: não quer renunciar à política “zero covid”, mas percebe que é insustentável manter em confinamento centenas ...

www.publico.ptpublico@publico.pt - 28 nov. 14:52

Que orçamento para a Saúde?

O grande problema deste orçamento é que ignora o ponto de partida, ignora que 2022 não correu como planeado.

visao.sapo.ptClara Cardoso - 28 nov. 13:11

Visão | Qatar do Alentejo

De pouco nos vale pedir comentários aos governantes sobre os direitos humanos no Qatar, seguir hashtags e influencers, vestir a t-shirt da Amnistia, se assobiamos para o lado quando a escravatura joga em casa

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 28 nov. 11:45

Memórias de 2000

É curioso como conheci algumas pessoas que a única compra que fizeram até hoje em bolsa foi a de acções da Reditus naquele dia.

eco.sapo.ptAntónio Barreto Archer - 28 nov. 10:32

O futuro da advocacia a norte

Enfrentamos ventos desfavoráveis, mas apesar das perseguições que tem sofrido, a advocacia resistirá e com o apoio dos advogados do Porto, continuará a brilhar “aqui no meio de nós”.

www.dinheirovivo.ptwww.dinheirovivo.pt - 28 nov. 10:31

O Espírito do Douro

Esta crise veio trazer de novo a aposta em regiões como o Douro para a agenda estratégica do país.

eco.sapo.ptVicente Huertas - 28 nov. 10:23

Upskill: A resposta à falta de perfis tecnológicos

Bruxelas tenciona aumentar o número de especialistas TIC na UE para cerca de 20 milhões até 2030. Contínua escassez de mão de obra especializada em tecnologia pode vir a atrasar progresso.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 28 nov. 10:20

Há pouca gente assim

Percebemos que o caminho do diálogo e da ação em nome de causas comuns é possível e será sempre mais frutuoso do que o da confrontação, da desestabilização ou da defesa intransigente de interesses individuais.

visao.sapo.ptsvicente - 28 nov. 10:05

Visão | Ser ou não ser arguido? Eis a questão

A constituição como arguido não implica qualquer juízo sobre a existência de indícios da prática de crime pela pessoa em causa, bastando-se com uma suspeita fundada

www.publico.ptpublico@publico.pt - 28 nov. 08:31

Amarelo, amarelaço, amarelusco, amarelante, amarelão

Antes de qualquer outra coisa, alerto para a necessidade de o título desta crónica ser lido com o sotaque brasileiro e com a entoação melódica do verso de Fafá de Belém. É o mínimo. J&aa

eco.sapo.ptLuís Leitão - 28 nov. 07:07

Nunca desperdice uma boa crise

Para tirar partido do poder do tempo e assim ultrapassar a crise do presente e a austeridade do futuro, é crucial colocar em prática um plano de poupança e de investimento de longo prazo.

rr.sapo.ptOpinião - 28 nov. 06:10

Como deve ser a liderança empresarial moderna?

Ser um líder responsável é um compromisso que vai além da gestão do negócio do dia a dia. Abrange uma gestão orientada para o propósito e uma forte responsabilidade para com a sociedade e a comunidade.

observador.ptObservador - 28 nov. 00:20

Portugal na cauda da Europa

O afastamento do pelotão da frente prende-nos num círculo vicioso: os mais qualificados procurarão oportunidades noutros países, agravando o empobrecimento e o enfraquecendo o potencial de crescimento

observador.ptObservador - 28 nov. 00:18

Recordando o 25 de Novembro e o 25 de Abril

O 25 de Novembro de 1975 repôs e garantiu o respeito pela promessa de uma democracia liberal — nem de esquerda, nem de direita, mas de ambas — anunciada pelo 25 de Abril de 1974.

observador.ptObservador - 28 nov. 00:12

Greve por tempo indeterminado. E agora, professores?

Estas regras correspondem ao fim dos concursos nacionais, à municipalização da gestão de professores, ao fim de um estatuto da carreira docente. Se não agirmos com firmeza, seremos cilindrados.

jornaleconomico.ptAna Pina - 28 nov. 00:10

Economias emergentes acusam UE do aumento de preço do gás natural

A anarquia de preços e quantidades nos mercados internacionais do gás natural decorre do desnorte europeu das sanções económicas contra a Rússia, muito mal concebidas porque contra os interesses dos países-membros, mas afetando de sobremaneira os países emergentes de menor poder de compra.

observador.ptObservador - 28 nov. 00:08

Fides implicita

Paulo Raimundo faz saber que o comunismo é «o mais belo projeto que a humanidade conhece». Com a aplicação de um critério estético à política, confirma o suicídio e lavra a certidão de óbito.

observador.ptObservador - 28 nov. 00:02

Acorda, Portugal

A evolução e criação da nossa identidade distinta foi um processo moroso, quiçá milenar. A nossa falta de identidade nacional desde 25 abril 1974 criou um vácuo que está a ser ocupado pelos espanhóis.

sol.sapo.ptFilipa Chasqueira - 28 nov. 00:00

A febre dos cromos do Mundial

A combinação explosiva da caderneta, cromos, cromos raros e bater bafo tornou-se tão aliciante que neste momento é um vício e quase um tique entre os mais novos.

sol.sapo.ptManuel Boto - 28 nov. 00:00

Como não havemos de nos preocupar?

O planeta atingiu por estes dias o número redondo de 8 mil milhões de pessoas, mais do triplo dos 2,5 mil milhões que éramos em 1950.

sol.sapo.ptMiguel Dós - 28 nov. 00:00

Interromper

Negar aos outros o usufruto de uma oportunidade ou de um prazer, tal como a nós próprios, é tudo menos apetecível. Ninguém gosta de evitar apetitosas tentações

sol.sapo.ptEdgar Clara - 28 nov. 00:00

Vou comprar uma cabra!

Sabem os que vos digo: os meus pais têm uma casa na Sertã. Vou comprar uma cabra e umas galinhas e vou-me transferir para lá! Isto aqui é o faroeste.

24.sapo.ptMarco Neves - 27 nov. 23:23

A palavra «pai» à volta do mundo

O meu pai faz anos e decidi oferecer-lhe uma volta ao mundo. Seria óptimo oferecer-lhe uma viagem mesmo a sério, mas como não é possível, partimos a ...

observador.ptObservador - 27 nov. 23:09

O lugar do pai

Eu não acho que hoje faça sentido falarmos duma função paterna. O amor de mãe e o amor de pai não têm que ser decalcáveis. Eles são indispensáveis e complementares, seja qual for o formato de cada um.

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 27 nov. 23:00

Inevitável mas discutível?

Se, por um lado, é fácil compreender que a banca portuguesa, na sua pequena dimensão, está impossibilitada de financiar grandes projetos de investimento de empresas nacionais, também é fácil suscitar dúvidas sobre o que é ter um país em que mais de metade do financiamento tem o seu centro de decisão concentrado em Espanha.

visao.sapo.ptLUIS DELGADO - 27 nov. 21:45

Visão | Não há melhor!

Alguém, um dia, terá de fazer um elogio solene e inesquecível à excecional competência e desempenho das novas gerações nas equipas de saúde

www.jornaldenegocios.ptjng@negocios.pt (Jornal de Negócios) - 27 nov. 21:30

A liderança que falha no topo

o PR percebeu que vem aí uma recessão, a inflação continuará elevada, os juros continuarão a subir, o desemprego vai aumentar, a meta do défice ficará sob pressão e o Governo poderá falhar a meta da dívida pública.

eco.sapo.ptMariana de Araújo Barbosa - 27 nov. 17:30

Nem uma menos

Entre janeiro e outubro de 2022, em Portugal, morreram 22 mulheres assassinadas por homens com quem tinham ou tiveram uma relação de intimidade.

eco.sapo.ptDiogo Queiroz de Andrade - 27 nov. 16:31

Automatizar a guerra

A mecanização das armas facilita a morte, mas colocar a decisão de quem matar em sistemas de inteligência artificial vai longe demais.

www.publico.ptpublico@publico.pt - 27 nov. 07:57

Alienação parental: um pai injustamente acusado

Perante uma acusação que não sabemos se é verdadeira ou falsa, devem fomentar-se os contactos em contexto familiar com o suporte de alguém de confiança da família.

www.publico.ptpublico@publico.pt - 27 nov. 07:20

Da Rússia, com amor

32, 33, 30, 29, 27, 27, 27, 28, 30, 31. Estas foram as temperaturas em Doha desde que cá cheguei. Quentinho, quentinho. Apesar disso, tenho andado quase todos os dias com uma camisola comigo – e arrependi-me naqueles em que não a

www.publico.ptpublico@publico.pt - 27 nov. 06:38

A inteligência em campo

Ao longo do século passado, teremos aprendido a pensar de forma mais complexa, abstrata e especulativa.

www.jn.ptwww.jn.pt - 27 nov. 00:40

Um irmão no céu

No fim da época de juniores no F. C. Porto, o jovem Fernando Gomes integrou o plantel principal. Com 17/18 anos a integração de um jovem logo no primeiro ano de sénior não é muito usual, embora ao longo dos tempos ocorreram casos semelhantes.

observador.ptObservador - 27 nov. 00:18

Um Estado falhado

Um orçamento que fortalece o Estado e enfraquece o país e os cidadãos. Um Estado que reduz Portugal a um destino de fundos europeus que os governantes distribuem enquanto o país empobrece.

observador.ptObservador - 27 nov. 00:17

FIFA, corrupção e globalização

A pouco e pouco o futebol foi-se tornando um grande negócio e a movimentar milhões. E com os milhões veio a corrupção de dirigentes desportivos e de “empresários” e o desbaratar de verbas públicas.

www.publico.ptpublico@publico.pt - 27 nov. 00:15

As minhas “playlists” e os prémios da advocacia

Nada contra prémios, sobretudo se forem merecidos. Mas, e lamento se ferir as susceptibilidades de alguns colegas que prezo, tenho a maior das dúvidas sobre estas distinções e o que elas significam.

observador.ptObservador - 27 nov. 00:06

O Mundial: onde ficam os nossos valores?

Não sei quem consegue estar de consciência tranquila com aquilo que se está a passar e quem consegue abdicar das suas crenças pessoais para valorizar o que menos importa nisto tudo: o futebol!

observador.ptObservador - 27 nov. 00:05

Tiranias da maioria

O furor legal do direito político é funesto para a democracia. Uma democracia exasperada e fora de si retira iniciativa, cultiva consensos infrutíferos e desagua num individualismo conformista.

observador.ptObservador - 27 nov. 00:05

Twitter: o preço da liberdade

Quando a participação numa rede social é grátis, isso significa que o produto comercializado na rede é o próprio utilizador, pelo que a anunciada cobrança de mensalidades no Twitter é o passo certo.

observador.ptObservador - 27 nov. 00:03

Armanda Passos, afecto pessoal e transmissível

Se o mundo de Armanda Passos é sobretudo inundado por uma atmosfera feminina, para mim, na minha intimidade e a nível pessoal é masculino, pois é inevitavelmente a lembrança do meu pai

observador.ptObservador - 27 nov. 00:02

Portugueses “de Origem”

Ser português de “origem” não significa conhecer a língua e história portuguesas, ter nascido, ou ter estado sequer, em Portugal e não devia ser condição para ser candidato a Presidente da República.

sol.sapo.ptCarlos Encarnação - 27 nov. 00:00

O Qatar é que está a dar

A mundialização da economia, as complexas relações de equilíbrio de poder, as conveniências, varrem muita coisa para baixo do tapete, fazem de conta, olham para o lado. Ou, então, erguem as vozes e condenam mas não cortam os laços.

sol.sapo.ptAntónio Maria Coelho de Carvalho - 27 nov. 00:00

Haja alguém que me responda

Porque é que foram perseguidos e penalizados alguns profissionais de saúde que não concordavam com as vacinações em massa, repetidas em velhos, adultos e crianças?

sol.sapo.ptNuno Melo - 27 nov. 00:00

Costa contra Costa

As alegações de Carlos Costa, relativamente ao comportamento de António Costa e de Mário Centeno, de interferência ilegítima no funcionamento do BdP, não podem ser desvalorizadas

sol.sapo.ptFrancisco Gonçalves - 27 nov. 00:00

Quem quer ser democrata?

Por que não comemora o PS a vitória da democracia no 25 de Novembro, quando é ao seu fundador e primeiro líder a quem mais devemos o sucesso da data?

sol.sapo.ptJoão Cerqueira - 27 nov. 00:00

O exemplo de Ronaldo para a juventude

É preciso não esquecer o contributo de Ronaldo para a formação moral e ética desportiva dos milhões de jovens que o idolatram.

rr.sapo.ptOpinião de José Luís Ramos Pinheiro - 26 nov. 19:20

O Qatar e a hipocrisia do género

Sendo chocante que a decisão de entregar ao Qatar a organização do mundial de futebol possa ter ficado a dever-se a uma vasta operação de corrupção, é igualmente verdade que o isolamento destes países nunca favorecerá a transformação cultural.

www.dinheirovivo.ptwww.dinheirovivo.pt - 14 mai. 11:47

Inflação passa de temporária a persistente

A resistência do Banco Central Europeu em iniciar o movimento de subida das taxas de juro parece ter chegado ao fim, com a sinalização de Christine Lagarde, que indica que o início desse movimento vai começar com o fim do programa de compra de ativos, ou seja, no início do próximo trimestre.

www.dinheirovivo.ptwww.dinheirovivo.pt - 30 abr. 11:47

AEP: Há 173 anos a servir as empresas

No dia 3 de maio, a AEP celebra o seu 173º aniversário, cuja sessão comemorativa contará com a presença do Senhor Presidente da República e do Senhor Ministro da Economia.

www.dinheirovivo.ptwww.dinheirovivo.pt - 5 jun. 11:46

É apenas um pouco tarde?

Os resultados não mentem: desde o início deste século, o País quase estagnou. A presente década será decisiva: Portugal terá forçosamente de alterar a sua abordagem para alcançar sucesso económico.