www.jn.ptjn.pt - 30 set. 23:27

SEF sinaliza seis vítimas de tráfico humano em clube alentejano

SEF sinaliza seis vítimas de tráfico humano em clube alentejano

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) revelou, esta sexta-feira, que "sinalizou" seis cidadãos estrangeiros "como vítimas de tráfico de seres humanos", explicando que os mesmos foram "recrutados" na América do Sul "para jogarem" num clube de futebol de Serpa.

Após ter recebido várias denúncias, inspetores do SEF foram para o terreno e, na passada quarta-feira, inquiriram os seis cidadãos estrangeiros, percebendo que lhes tinha sido "garantida" a inscrição na Federação Portuguesa de Futebol, para poderem competir no Campeonato Distrital da 1ª Divisão da Associação de Futebol de Beja (AFBeja). "O que não se concretizou", segundo contaram. Ainda que o SEF nunca o tenha referido, o JN sabe que em causa estão atletas chegados este ano do Brasil para jogar no CF União Serpense Sport Clube.

Segundo a revelação feita pelo SEF, além das promessas remuneratórias que nunca foram cumpridas, "foi-lhes exigido o adiantamento de avultadas quantias, para um alegado pagamento das taxas administrativas, valores esses que nunca foram devolvidos".

Face às provas encontradas, foi acionada a Equipa Multidisciplinar Especializada para assistir a vítimas de tráfico humano, tendo os factos apurados sido comunicados ao Mistério Público de Serpa.

O presidente do clube, Alfredo Mestre, reagiu ao caso numa rádio local. "Foi-me apresentada uma pessoa que iria trazer investidores. Face a um grave problema de saúde, ausentei-me de Serpa, ficando depois a saber que alguém pediu dinheiro aos jogadores e abalou. Afinal, os investidores foi uma fachada e uma mentira (sic)", justificou.

Tendo somente inscrito um jogador, o clube faltou às duas primeiras jornadas da prova maior da AFBeja, tendo sido eliminado da competição, O JN apurou que o clube vai denunciar os protocolos que tinha com a Câmara Municipal de Serpa.

O União Serpense Sport Clube, fundado em 5 de julho de 2019, pretendia servir de "montra a jovens jogadores procedentes do Brasil, a maioria oriundos do Rio de Janeiro, o que levou a que a equipa ganhasse a alcunha de "Meninos do Rio".

Em janeiro de 2021, o presidente do clube anunciou que Mário Jardel iria ser jogador do União Serpense. Júlio César, antigo guarda-redes do Benfica e empresário de jogadores, também esteve várias vezes em Serpa, para o agenciamento de jogadores a trazer do Brasil.

O nome de Serpa tem aparecido nas notícias por problemas associados ao tráfico humano, com cidadãos de Leste da Europa (ucranianos e moldavos), indianos e, mais recentemente, timorenses.

NewsItem [
pubDate=2022-09-30 22:27:00.0
, url=https://www.jn.pt/justica/sef-sinaliza-seis-vitimas-de-trafico-humano-em-clube-alentejano-15214693.html
, host=www.jn.pt
, wordCount=348
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_09_30_2096624210_sef-sinaliza-seis-vitimas-de-trafico-humano-em-clube-alentejano
, topics=[servi�o de estrangeiros e fronteiras, justiça, justi�a, serpa, tr�fico humano, serviço de estrangeiros e fronteiras, alentejo, futebol]
, sections=[desporto, sociedade]
, score=0.000000]