observador.ptObservador - 5 jul. 00:14

Os trabalhos de Luís Montenegro

Os trabalhos de Luís Montenegro

Espero que Montenegro entenda que é preciso devolver a esperança a quem a perdeu. À geração mais diferenciada que emigrou e nem pensa voltar. Aos que ficaram e se arrependem todos dias de não ter ido.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Luís Montenegro, líder já entronizado do PSD, tem diante de si os trabalhos de Hércules. Não porque o PSD esteja em risco de extinção, mas porque a vocação do PSD é a governação.

O PSD perdeu eleitorado durante os mandatos de Rui Rio: foram quatro derrotas consecutivas. Parte deste eleitorado não voltará. Parte poderá voltar: aqueles que trocaram o PSD pelo PS por não haver uma clara cerca sanitária ao populismo do Chega; os que encontraram na Iniciativa Liberal a reação adequada à falta de disputa e de oposição à governação socialista. Não duvido que Rui Rio tenha querido fazer o melhor pelo país e pelo partido, mas nem por isso a sua herança é menos pesada: uma maioria absoluta socialista e uma oposição entregue à direita populista e anti-democrática.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.

NewsItem [
pubDate=2022-07-04 23:14:57.0
, url=https://observador.pt/opiniao/os-trabalhos-de-luis-montenegro/
, host=observador.pt
, wordCount=183
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_07_04_1506878538_os-trabalhos-de-luis-montenegro
, topics=[psd, opinião, congresso do psd, luís montenegro]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]