eco.sapo.ptDiogo Queiroz de Andrade - 3 jul. 15:59

O TikTok e a geopolítica

O TikTok e a geopolítica

Os abusos do Tiktok voltam a por a nu a necessidade de regular estas plataformas transnacionais, que vão muito para lá do entretenimento.
A União Europeia foi rápida a bloquear os canais de televisão que transmitem propagada russa. Mas continua a não fazer nada contra o TikTok, uma aplicação chinesa que cresce a um ritmo alarmante ( incluindo em Portugal). A plataforma de entretenimento oferece conteúdos personalizados e mistura tutoriais de maquilhagem com influenciadores do entretimento, passando pelo meio informações de atualidade mais ou menos distorcidas. Há duas semanas voltou a confirmar-se que todos os dadosdos utilizadores da rede social são enviados para a China. Para quê, não se sabe bem, e a plataforma não consegue nem pode explicar. É difícil saber o que está a acontecer com estes dados, mas de certeza que o governo chinês não está a ocupar servidores só pelo prazer de os encher. Pode estar a registar os
NewsItem [
pubDate=2022-07-03 14:59:00.0
, url=https://eco.sapo.pt/opiniao/o-tiktok-e-a-geopolitica/
, host=eco.sapo.pt
, wordCount=132
, contentCount=1
, socialActionCount=0
, slug=2022_07_03_808683492_o-tiktok-e-a-geopolitica
, topics=[opinião]
, sections=[opiniao]
, score=0.000000]